O universo dos Perfumes

Ícones na arte de seduzir, os perfumes têm mais de 5 mil anos de história e desde a antiguidade fazem parte da arte do encontro entre homens e mulheres

Por Carolina Mendes

 

Em tempos mais remotos, quando se quer existia esse universo aromático tão amplo que conhecemos hoje, cerca de 3.000 anos a. C., homens primitivos praticavam queima de ervas para invocar seus deuses, o que explica a origem latina da palavra Perfume: Per (através) e fumum (fumaça).

Esta prática que estimulou o olfato, a visão e a audição humana, em 5 mil anos, ultrapassou diversas gerações, e agora pode ser conferido no “Espaço Perfume Arte + História” através de um acervo de mais de 500 peças históricas, entre objetos originais e réplicas, distribuídas em uma área de 210 m².

O acervo, produzido pelo Grupo Boticário em parceria com a Faculdade Santa Marcelina – FASM, tem como base o livro “Brasilessência: a cultura do perfume”, de Renata Ashcar, lançado em 2001. O espaço abrange todas as referências históricas da perfumaria nacional e internacional, com registros curiosos sobre sua produção.

Primeiro contato em terras brasileiras

“Os primeiros frascos de perfumes chegaram ao Brasil junto com a corte portuguesa e foram importados durante um longo tempo. Nossa indústria na área é bem jovem e podemos dizer que surgiu depois da década de 30”, explica Ashcar, especialista em perfumes há 25 anos.

Muitos dos frascos antigos presentes na exposição foram cedidos pelas empresas que fazem parte da história da perfumaria mundial, como é o caso da Roger Gallet, que até hoje comercializa o aroma de Napoleão Bonaparte.

“O Brasil é hoje o primeiro mercado mundial em consumo de perfumes, incrível não? Mais inacreditável ainda é que mais de 90% deste consumo é de perfumes nacionais. Ou seja, a indústria de perfumaria brasileira é bastante sólida e inovadora e, com o ingresso de mais de 30 milhões de brasileiros no mercado de consumo, estes reflexos foram rapidamente projetados no consumo de perfumes”, relata a curadora, Renata Ashcar, em reflexão sobre a forte demanda desses produtos em território brasileiro.

Para instigar ainda mais a curiosidade dos visitantes, equipamentos de alta tecnologia foram utilizados para realizar a aspersão de aromas, tornando a visita ainda mais interessante. “Através de um filme com distintos odores, é possível conhecer de forma interativa as diferentes etapas que compõem um perfume”, explica Ashcar.

Óleos aromáticos

Antigamente os perfumes eram constituídos somente de óleos aromáticos retirados diretamente da natureza, porém, preocupados com a preservação do meio ambiente e com o custo elevado das matérias- primas naturais, o álcool e a água passaram a ser adicionados na sua composição.

Processo de criação e cuidados

O especialista da fragrância internacional Drom, Eurico Mazzini, que trabalha na perfumaria há 31 anos, explica que para garantir uma vida útil mais prolongada dos diferentes perfumes, devemos evitar que seu frasco fique exposto ao calor e à luz, que é a sua maior inimiga.

Vale lembrar que o produto com data de validade vencida pode provocar malefícios como alergia, intoxicação ou até queimadura na pele. Portanto, fique atento a sinais visuais como a coloração do líquido que se tornar mais turva, densa e escura, ou ainda o depósito de partículas estranhas no fundo do frasco, que podem ser fruto de contaminação bacteriana ou fúngica. Além do odor que pode estar alterado, ou até mesmo sumir!

Relação íntima com a memória

Embora demarcada como uma arte pelos perfumistas, o trabalho de recriar ou imitar a natureza vai além dos nossos sentidos olfativos.

Criado nos Estados Unidos em 1982, o Sense of Smell Institute é um instituto dedicado a pesquisas sobre o olfato e como os aromas influenciam no comportamento humano. Através de pesquisas, cientistas conseguiram definir com precisão esta relação de atração entre os seres vivos e os odores.

Assim como a música ou a foto nos evoca a memória, o perfume também pode fazer menção a uma época, pessoa, lugar ou emoção. Além dos apelos comerciais que remetem seu uso, ao método de atração e sedução.

“O cheiro é guardado para sempre em nossa memória, e creio que ele participa do jogo da sedução de várias maneiras. Um perfume pode nos deixar atraído pela pessoa, da mesma maneira que podemos nos atrair por um determinado perfume, por ser usado por alguém que gostamos”, esclarece Mazzini.

Famílias Olfativas

Mazzini explica ainda que todas as fragrâncias são compostas por três partes diferentes: nota de saída (ingredientes leves que evaporam facilmente), nota de corpo (fragrâncias principais que permanecem na pele quando o perfume seca) e nota de fundo (mais densas e duram mais tempo na pele).

“Sentimos o perfume pela evaporação: a divisão entre cabeça, corpo e fundo é, mais ou menos, a ordem de evaporação dos componentes do perfume”, explica Mazzini, por isso, é preciso esperar no mínimo duas horas de contato com o aroma para definir sua escolha.

A melhor maneira de escolher o perfume que mais combina com você é aplicá-lo na pele e ficar o dia todo com ele, observando o seu comportamento. “Como perfumista, mudo bastante de perfume; sempre sou cobaia do que estou fazendo e também tenho um perfume que estou sempre recriando, mudando algo e usando”, confessa Mazzini.

Para o especialista, apesar de não existir regras para o uso de perfumes, de modo geral, a primavera brasileira é quente, mas não a ponto de derreter como no verão. Assim, podemos usar perfumes leves, mas menos frescos como florais e amadeirados.

Eau Fraiche
Mais conhecido como água fresca ou
body splash, possui menor concentração
de fragrância (3%). Transmite sensação
de frescor e pode ser usado o dia
todo, porém com várias reaplicações,
por evaporar muito rápido. Ideal para
prática de esportes

 

Eau de Toillete e Eau de Parfum
Usado normalmente durante o dia, o
Eau de Toillete possui uma concentração
de fragrância entre 4 e 10%, mais
leve com relação ao Eau de Parfum,
com teor de 8 a 15%, e que devido à
sua intensa fragrância pode durar o
dia todo. Seu caráter marcante combina
com festas e eventos noturnos

Espaço Perfume Arte + História
Entrada gratuita
Rua Dr. Emílio Ribas, 110 –
bairro Perdizes – São Paulo – SP
De terça-feira a sábado, das 10h às 18h;
quinta-feira, das 12h às 18h; domingo, das
12h às18h (Última entrada em todos os
dias – 40 minutos antes do fechamento)
Mais informações:             (11) 2361-7728
Site de Renata: www.renataashcar.com.br

Anúncios